sexta-feira, 15 de maio de 2009

VIADO MUITO MACHO

Conhecida nacionalmente pelo petróleo extraído em suas costas, a cidade de Macaé, no litoral Fluminense, está se tornando famosa pela violência de suas mulheres, eis que de janeiro até ontem foram instaurados 27 inquéritos policiais contra mulheres, em que os maridos e os namorados figuram como vitimas. Tudo começou no mês de Janeiro, num bar à beiramar (sim, sou adepto a nova reforma ortográfica), quando uma esposa ciumenta deu uma garrafada na cabeça de seu marido e jogou um copo de chope no rosto de uma donzela que trajava o tradicional fiodental.
Segundo a agressora, estaria dando bola para seu marido.
Posteriormente a dona de casa Edna Costa Simões atacou seu marido, Roberto Azevedo Simões, com unhas e dentes, deixando-o com o corpo totalmente marcado, alegando na delegacia que “o canalha havia passado a noite com seus amigos, sem lhe pedir consentimento”.
Rosa Moraes matou seu marido, Hélio Moraes, com várias facadas e fugiu sem nada dizer. Duas namoradas entraram em luta corporal num bar, e uma delas quebrou a cabeça da outra com uma cadeirada. Na delegacia, a vitima alegou que sua namorada desconfiou que ela estivesse flertando com sua amiga. Ela simplesmente lhe disse que “mulher de amiga minha pra mim é homem”, tendo recebido uma tapa no rosto e, em seguida a luta corporal e a cadeirada.
Cabeça raspada de um lado, e oito pontos na cabeça, as duas saíram da delegacia de mãos dadas e foram para casa – a agressora cuidaria da vítima carinhosamente, prometendo ao delegado que nunca mais repetiria a cena.
Ouvi essa notícia no rádio do carro, e quando a carona que era uma prima de 12 anos, hoje com 13 perguntou o que significava a palavra “lésbica” eu prontamente respondi – “lésbica, é mulher que gosta de mulher, é o mesmo que sapatão, em outras palavras, um viado muito macho”.


Um abraço!!

Victor Alexim

Nenhum comentário: